Moro proíbe que defesa de Lula grave depoimento na Lava Jato


O juiz Sergio Moro proibiu, na manhã desta segunda (8) que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva grave o depoimento que ele dará ao magistrado na quarta-feira (10), em Curitiba.

"Há um risco de que o acusado e sua defesa pretendam igualmente gravar a audiência, áudio e vídeo, não com finalidade privadas ou com propósitos compatíveis com os admitidos pelo processo, por exemplo permitir o registro fidedigno do ocorrido para finalidades processuais, mas sim com propósitos político-partidários, absolutamente estranhos à finalidade do processo", disse o juiz em sua decisão.

"A gravação pela parte da audiência com propósitos político partidários não pode ser permitida pois se trata de finalidade proibida para o processo penal", acrescentou.

No entanto, Moro afirma que será feita uma gravação adicional do depoimento. Além do registro focado na pessoa que depõe -Lula, nesse caso-, será gravado um vídeo lateral, "que retratará a sala de audiência com um ângulo mais amplo"."Tal gravação oficial será igualmente disponibilizada no processo às partes", afirmou. Com informações da Folhapress.

Seja o primeiro a avaliar!


Adicionar aos favoritos

08 mai 2017


Por Kennedy Medeiros
Anuncie