Anuncie

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado


Pelo menos 13 deputados federais e 10 senadores que estão envolvidos em processos da Operação Lava Jato não conseguiram um novo mandato político nas eleições 2018 e perderão foro privilegiado, com seus agora sendo enviados para a primeira instância. Com o foro, eles só podem ser julgados pelo Supremo.

Sem o foro, como destaca o UOL, o destino de cada processo é definido de acordo com o tipo de delito e a origem do inquérito.

Confira na lista abaixo os políticos derrotados nas urnas que terão processos enviados para a primeira instância judicial. A relação não inclui parlamentares que têm inquérito na Lava Jato arquivado ou que já tiveram nomes excluídos do processo.

SENADORES

Benedito de Lira (PP-AL)

Edison Lobão (MDB-MA)

Eunício Oliveira (MDB-CE)

Garibaldi Alves Filho (MDB-RN)

José Agripino Maia (DEM-RN)

Paulo Bauer (PSDB-SC)

Raimundo Colombo (PSD-SC)

Romero Jucá (MDB-RR)

Valdir Raupp (MDB-RO)

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

DEPUTADOS

Alfredo Nascimento (PR-AM)

Aníbal Gomes (DEM-CE)

Betinho Gomes (PSDB-PE)

Heráclito Fortes (PSB-PI)

José Mentor (PT-SP)

José Otávio Germano (PP-RS)

Jutahy Magalhães Jr. (PSDB-BA)

Júlio Lopes (PP-RJ)

Lúcio Vieira Lima (MDB-BA)

Marco Maia (PT-RS)

Milton Monti (PR-SP)

Yeda Crusius (PSDB-RS)

Zeca do PT (PT-MS)

10 out 2018


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

em Política

Um grupo de fiéis aliados egressos das Forças Armadas, liderado por três generais do Exército, vem ampliando seu espaço de influência na campanha de Jair Bolsonaro

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

em Política

Pelo menos 13 deputados federais e 10 senadores não conseguiram um novo mandato nas eleições e agora terão seus casos enviados para a primeira instância

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

em Política

Candidatos que aparecem em foto que viralizou na rede podem ser denunciados pelo Ministério Público

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

em Política

São recursos públicos que bancam a maior parte das campanhas

Anuncie