Anuncie

A polícia de Las Vegas informou que o suspeito de ser o atirador se matou após o ataque


Pelo menos 50 pessoas morreram e 406 foram transportadas a hospitais de Las Vegas na madrugada desta segunda-feira (2/10). Um atirador abriu fogo na principal avenida da cidade, a Strip, nas proximidades do Mandalay Bay Hotel e Casino. A região, onde ocorria um festival de música, foi isolada pela polícia.

A polícia de Las Vegas informou que o suspeito de ser o atirador se matou após o ataque. Ele estava posicionado no 32º andar do hotel Mandalay Bay, ao lado da área aberta onde aconteciam os shows, e usou 10 armas para abrir fogo contra o público.

De acordo com informações preliminares, o atirador —  Stephen Paddock, 64 anos – morava em Mesquite, Nevada, e não teria qualquer conexão com grupos extremistas.

A CNN informou que “centenas” de tiros foram ouvidos. Há registros de “vários” feridos atendidas no University Medical Center. Pessoas que estavam na plateia informaram ter ouvido estampidos que teriam como origem os andares mais altos do hotel e cassino.

A polícia disse ainda que não acredita haver mais atiradores. As forças de segurança procuram Marilou Danley, uma mulher de origem asiática que estaria com o suspeito. Segundo o xerife do Condado de Clark, Joseph Lombardo, a tese seria de que o ataque foi lançado por um “lobo solitário”, mas a polícia também está fazendo buscas por um companheiro de quarto do atirador.

02 out 2017


Por Redação

Artigos Recentes

Portugal: 700 anos de história que arderam em um dia

Portugal: 700 anos de história que arderam em um dia

em Mundo

O país sofreu com incêndios gigantescos em 2017

MPF apresenta telefonemas entre suposto 'laranja' e amigo de Lula

MPF apresenta telefonemas entre suposto 'laranja' e amigo de Lula

em Política

O relatório, produzido por meio da quebra do sigilo telefônico de Costamarques, mostra que foram efetuadas 12 ligações entre o empresário e o advogado Roberto Teixeira

Adasa autoriza Caesb a ampliar racionamento de água para 48 horas

Adasa autoriza Caesb a ampliar racionamento de água para 48 horas

em Brasília

A Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) autorizou a ampliação do racionamento de água para um limite máximo de 48 horas.

PF investiga contratos suspeitos envolvendo Odebrecht e Petrobras

PF investiga contratos suspeitos envolvendo Odebrecht e Petrobras

em Brasil, Política

A Polícia Federal cumpre, na manhã desta sexta-feira (20), uma série de mandados de busca, apreensão, condução coercitiva e de prisão temporária, no âmbito da Operação Lava Jato, para investigar atos de corrupção e lavagem de dinheiro em contratos en

Anuncie