Anuncie

Após desistir de disputar Presidência, Luciano Huck faz aceno a Marina


O apresentador de TV Luciano Huck disse à reportagem que pesou em sua decisão de não disputar a Presidência o escrutínio público. "É muito violento", afirmou nesta terça-feira (5). Perguntado se apoiaria Geraldo Alckmin eleição de 2018, Huck o elogiou, mas citou espontaneamente Marina Silva (Rede).

O apresentador é um dos homenageados do evento Brasileiros do Ano, da revista "Istoé", em São Paulo.

Pergunta - Disseram que sua desistência de se candidatar foi estratégica para depois voltar.

Luciano Huck - Não, não. Fui super transparente no que escrevi. É o que de fato eu acredito neste momento. Vou e quero participar desse momento de renovação. Deixei isso claríssimo. Conectado aos movimentos cívicos, podendo mostrar que a gente tem que tratar a política como uma coisa importante. A gente formou quadros importantes para todo o setor privado e a gente esqueceu de formar bons quadros para a política. Então eu acho que a gente tem que tratar a política com P maiúsculo no sentido de realmente seduzir do lado positivo que novas cabeças se aproximem e que a gente tenha orgulho da nossa classe política no futuro.

Tudo indica que Alckmin será o candidato do PSDB. Você cogita apoiá-lo?

Acho que a situação está muito indefinida ainda. Acho que o Alckmin, na presidência do PSDB e pelo jeito que ele se posicionou, acho que provavelmente vai ser o candidato do PSDB, acho que é uma opção boa de centro, como acho que a Marina também é uma boa opção. Acho que a gente tem que esperar. Por incrível que pareça, está muito perto e muito longe ao mesmo tempo.

Pesou na sua decisão a devassa que um candidato a presidente sofre em sua vida pessoal?

Sim e não. A gente está tão machucado em relação à política no Brasil como cidadão e como imprensa, que a tendência natural é você tentar desconstruir a identidade das pessoas ao invés de tentar construir as virtudes. Para quem não está nesse universo, é muito violento. Não que isso tenha sido fator determinante na decisão, mas sem dúvida nenhuma passa por isso também. Com informações da Folhapress. 

06 dez 2017


Por Redação

Artigos Recentes

TSE pode cassar eventual diplomação de Lula e Bolsonaro, diz Gilmar

TSE pode cassar eventual diplomação de Lula e Bolsonaro, diz Gilmar

em Política

Gilmar Mendes afirmou que, se comprovado abuso de poder econômico, os candidatos podem ter a diplomação cassada

Operação investiga pagamento de R$ 160 milhões em propina pela JBS

Operação investiga pagamento de R$ 160 milhões em propina pela JBS

em Política

Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, em São Paulo, Caraguatatuba, Campos do Jordão, Cotia e Lins, durante mais um desdobramento da Lava Jato

Moro está pronto para aplicar nova sentença a Lula

Moro está pronto para aplicar nova sentença a Lula

em Política

o juiz Sergio Moro vai interrogar o laranja de Lula

Anuncie