Anuncie

Bolsonaro deve assinar decreto sobre posse de armas amanhã, diz Doria

Adicionar aos favoritos
10 janeiro, 2019

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou nesta quinta-feira (10), que deve assinar amanhã o decreto que flexibiliza a posse de armas. A informação é do governador de São Paulo, João Doria, e da deputada federal eleita Joice Hasselmann (PSL-SP), que estiveram reunidos por cerca de uma hora com o Presidente da República no Palácio do Planalto.

O texto do decreto está sob análise da Subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil (SAJ). Em etapa de finalização, também passa por nova avaliação dos ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Um dos pontos que já têm a aprovação de Moro e do governo, segundo o Estado apurou, é o aumento do prazo de validade da autorização da posse de armas, dos atuais 5 para 10 anos.

Reunião

No encontro, Doria levou para Bolsonaro quatro questões do Estado de São Paulo. A primeira foi o projeto de privatização da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) e a mudança de endereço. A nova área que será ocupada não foi divulgada por Doria, mas ele disse que Bolsonaro foi "muito positivo" e o assunto deve avançar.

Eles também falaram sobre o seu projeto de um parque, administrado pela iniciativa privada, na área do Aeroporto do Campo de Marte e do museu aeroespacial. Doria destacou que a pista de pouso e decolagem será mantida mesmo sem utilização.

Doria falou, ainda, sobre a ida a Davos para participar do World Economic Forum. Ele afirmou que Bolsonaro e seu discurso no evento serão um grande palco para exibir "o novo Brasil" com visão liberal.


Anuncie

Artigos Recentes

Moro: 'Petrobras foi saqueada num volume sem paralelo no governo Lula'

Moro: 'Petrobras foi saqueada num volume sem paralelo no governo Lula'

em Economia

"Pra onde foi esse dinheiro?", questionou o ministro

janeiro 16, 2019 Por Kennedy Medeiros

Shawn Mendes fará 2 shows no Brasil; ingressos chegam a R$ 1.000

Shawn Mendes fará 2 shows no Brasil; ingressos chegam a R$ 1.000

em Cultura

Segundo a organização, os shows no Brasil terão cadeiras e o público assistirá sentado em ambas as cidades

janeiro 16, 2019 Por Kennedy Medeiros

Ao lado de Bolsonaro, Macri diz que Maduro é ditador

Ao lado de Bolsonaro, Macri diz que Maduro é ditador

em Política

Presidente argentino disse que ele e seu colega brasileiro compartilham da preocupação com os venezuelanos

janeiro 16, 2019 Por Kennedy Medeiros

Bolsonaro e Macri assinam acordo para agilizar extradições

Bolsonaro e Macri assinam acordo para agilizar extradições

em Política

Objetivo da medida é fazer um aprimoramento, agilizando o trâmite do processo, "sem passar pelos canais diplomáticos

janeiro 16, 2019 Por Kennedy Medeiros

Anuncie