Anuncie

Carro é pichado por atrapalhar acesso e cria polêmica em Águas Claras


Um morador de Águas Claras não perdoou o motorista de um carro que estacionou na rua, impedindo acesso à rampa para deficientes, próximo ao Edifício Aquarius, na quadra 205. Para alertá-lo e evitar que ele estacione novamente, o morador escreveu com tinta no parabrisas do carro “eu não respeito rampas”.

E citou a Lei 7.405/2012, que determina a colocação do símbolo internacional de acesso em todos os locais e serviços que permitam sua utilização por pessoas portadoras de deficiência, sem qualquer tipo de impedimento. As fotos viralizaram em grupos de WhatsApp e no Facebook e causaram grande polêmica.

O registro do carro pichado foi feito por uma moradora da quadra. “Desci para a praça e me surpreendi com o carro pintado. Queria ter ficado para a ver a reação do dono”

Entre os comentários da postagem, uma pessoa falou que a motorista do carro estava grávida e com o pé quebrado e não tinha vaga regular para parar.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), estacionar diante de guia rebaixada configura infração de trânsito, rende uma multa de R$ 127,69, cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além da remoção do veículo.

11 ago 2017


Por Redação

Artigos Recentes

Operação investiga pagamento de R$ 160 milhões em propina pela JBS

Operação investiga pagamento de R$ 160 milhões em propina pela JBS

em Política

Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, em São Paulo, Caraguatatuba, Campos do Jordão, Cotia e Lins, durante mais um desdobramento da Lava Jato

Explosão é registrada no centro de Nova York

Explosão é registrada no centro de Nova York

em Mundo

As informações preliminares são de que a explosão ocorreu na estação de metrô da Port Authority

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor

em Fama

Ainda não há informações sobre onde será o velório

Enquanto isso…Jovem conta moedas para pagar curso profissionalizante

Enquanto isso…Jovem conta moedas para pagar curso profissionalizante

em Cidades

Guilherme Walker, 22 anos, quita mensalidades de curso em escola de efeitos visuais com moedas e notas de dois reais

Anuncie