Anuncie

Corregedor reúne procedimentos sobre Lula


FREDERICO VASCONCELOS - O corregedor Nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, determinou a reunião de todos os procedimentos que tratem sobre fatos semelhantes relacionados à decisão na qual foi determinada a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba. (*)

Em julho, o Conselho Nacional de Justiça informou que os desembargadores Rogério Favreto e João Pedro Gebran Neto, ambos do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), e o juiz federal Sergio Moro haviam sido intimados pelo então corregedor, ministro João Otávio de Noronha, a prestar informações a respeito do episódio do habeas corpus concedido ao ex-presidente e posteriores manifestações que resultaram na manutenção de sua prisão.

Segundo informa o CNJ nesta quinta-feira (13), o objetivo da decisão de Martins é que todos os atos sejam praticados no processo principal, o qual deverá continuar tramitando regularmente.

A medida pretende evitar, "além do retrabalho, a expedição de reiterados pedidos de informações e diligências que poderiam levar ao atraso da necessária solução das imputações apresentadas contra os magistrados envolvidos, com observância do razoável prazo de duração dos processos".

O corregedor Humberto Martins admitiu o ingresso da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) e da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), que deverão se manifestar prazo de 15 dias.

O procedimento tramita no CNJ em segredo de justiça. (*) HC 5025614-40.2018.4.04.0000/PR

Com informações da Folhapress.

13 set 2018


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

em Política

Um grupo de fiéis aliados egressos das Forças Armadas, liderado por três generais do Exército, vem ampliando seu espaço de influência na campanha de Jair Bolsonaro

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

em Política

Pelo menos 13 deputados federais e 10 senadores não conseguiram um novo mandato nas eleições e agora terão seus casos enviados para a primeira instância

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

em Política

Candidatos que aparecem em foto que viralizou na rede podem ser denunciados pelo Ministério Público

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

em Política

São recursos públicos que bancam a maior parte das campanhas

Anuncie