Anuncie

Defesa Civil declara estado de emergência no DF devido à baixa umidade


Nos últimos dois dias, a umidade relativa do ar alcançou o índice mínimo de 11% no Distrito Federal (DF).

A redução levou a Defesa Civil do DF a declarar estado de emergência. A declaração serve como alerta para os órgãos públicos e também para a população, que pode sofrer mal-estar e ter problemas como sangramento nasal.

Crianças e os idosos são os que mais sofrem com a baixa umidade, mas seus efeitos podem atingir toda a população, por isso a Defesa Civil recomenda a adoção de medidas protetivas. Enquanto as condições climáticas se mantiverem assim, deve-se, por exemplo, evitar atividades físicas e trabalhos ao ar livre, como coleta de lixo, entre 10h e 17h, devido à maior incidência do sol.

 

O órgão recomenda que a população aumente a ingestão diária de líquidos, bebendo pelo menos seis copos de água de tamanho médio durante o dia; comer refeições leves, incluindo frutas e verduras; evitar os banhos prolongados com água quente; usar protetor solar, creme hidratante ou óleo vegetal em abundância para evitar o ressecamento da pele; pingar duas gotas de soro fisiológico em cada narina, pelo menos seis vezes ao diapara evitar ressecamento e sangramento. O uso de umidificador ou de toalhas molhadas e bacias com água nos ambientes fechados, em vez de ar-condicionado, pode ajudar a manter o ambiente menos seco.

Incêndios

Defesa Civil declara estado de emergência no DF devido à baixa umidade

Segundo o Corpo de Bombeiros do DF, até o último dia 27 de agosto foram atendidas 4.756 ocorrências de incêndio florestal, atingindo uma área queimada de 6.370,64 hectares. Apenas no mês de agosto foram registrados, até o momento, 2.469 ocorrências, atingindo um total de 3.997.72 hectares.

100 dias sem chuva

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), hoje completam 100 dias sem chuva no Distrito Federal. A tendência, de acordo com o órgão, é de que a situação piore nos próximos dias, podendo inclusive comprometer o desfile do 7 de Setembro na Esplanada dos Ministérios.

A situação crítica atinge também outras localidades da região central do país. Por isso, também nesta quarta-feira, 30, o Inmet ampliou as áreas em alerta vermelho devido à seca. Além da região central de Goiás, em especial as cidades de Goiânia e Luziânia, e de pontos do entorno e do Distrito Federal, como o Gama, passaram a ser abrangidas por esse alerta as áreas da faixa oeste, centro e noroeste de Goiás; o leste do Mato Grosso; o sul e sudeste de Tocantins; e o oeste do DF, abarcando, entre outra localidades, o Plano Piloto, Vicente Pires, Guará, Taguatinga, Ceilândia e Mangueiral.

30 ago 2017


Por Redação

Artigos Recentes

Justiça manda CEB afastar empregados comissionados sem concurso

Justiça manda CEB afastar empregados comissionados sem concurso

em Brasília

Decisão do Tribunal Regional do Trabalho atende pedido do MPT-DF. Empresa tem até o dia 13 de dezembro para cumprir a ordem judicial

Brasil cria 76,6 mil vagas de trabalho com carteira assinada em outubro

Brasil cria 76,6 mil vagas de trabalho com carteira assinada em outubro

em Economia

O resultado é o melhor para o mês desde 2013, quando foram criadas 94,9 mil oportunidades

Jovens darão 1.000 refeições e presentes a moradores de rua: Natal

Jovens darão 1.000 refeições e presentes a moradores de rua: Natal

em Boas Ações

Jovens de São Paulo se uniram para fazer a diferença neste Natal. Eles vão dar presentes e ceias dignas, na mesa, para pessoas carentes do centro da cidade.

Temer continuará a ser investigado com celeridade, diz Segóvia

Temer continuará a ser investigado com celeridade, diz Segóvia

em Política

Novo diretor-geral da PF tomou posse nesta segunda-feira e cerimônia contou com a presença do presidente

Anuncie