Anuncie

Ensino Médio em Tempo Integral é sancionado no DF


Reduzir os índices de reprovação e de abandono escolar são as metas do programa Ensino Médio em Tempo Integral, sancionado pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e publicado no Diário Oficial do DF nesta sexta-feira (22).

Em vigor a partir de hoje, a iniciativa ampliará a oferta de educação em tempo integral. O objetivo é adequar o ensino médio local às mudanças adotadas pelo governo federal de maneira gradual.

Treze escolas aderiram ao programa, e quatro delas já estão com a rotina ampliada.

Quando as 13 unidades estiverem com o sistema integral, serão cerca de 3 mil estudantes beneficiados. Desses, 1.123 já cursam o ensino médio nos dois turnos; os demais começam a participar no início de 2018.

De acordo com a pasta, para cada estudante no programa, o governo federal repassa o valor de R$ 2 mil por ano. O DF recebeu aproximadamente R$ 5,2 milhões em 2017.

A lei também prevê processo seletivo simplificado para contratar projetos pedagógicos das unidades escolares aptas a receberem recursos da iniciativa.

Esses profissionais com formação acadêmica ou com conhecimento prático específico receberão auxílio-atuação.

Ensino Médio em Tempo Integral é custeado pelo Programa de Fomento às Unidades Escolares de Ensino Médio em Tempo Integral, mediante repasse do Ministério da Educação, em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento (FNDE).

22 dez 2017


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

em Política

Um grupo de fiéis aliados egressos das Forças Armadas, liderado por três generais do Exército, vem ampliando seu espaço de influência na campanha de Jair Bolsonaro

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

em Política

Pelo menos 13 deputados federais e 10 senadores não conseguiram um novo mandato nas eleições e agora terão seus casos enviados para a primeira instância

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

em Política

Candidatos que aparecem em foto que viralizou na rede podem ser denunciados pelo Ministério Público

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

em Política

São recursos públicos que bancam a maior parte das campanhas

Anuncie