Anuncie

Marco Feliciano fala sobre “ditadura gay” no caso Ratinho


O deputado Marco Feliciano saiu em defesa de Ratinho, após polêmica envolvendo um vídeo postado pelo apresentador que reclama do excesso de personagens LGBT na programação da Rede Globo.

Após o comentário ofensivo aos gays, Ratinho foi acionado pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo que entendeu sua atitude como sendo homofóbica.

Aproveitando toda repercussão do caso, Feliciano decidiu gravar um vídeo em defesa de Ratinho, afirmando que o apresentador na verdade é vítima da “ditadura gay”.

Vídeo

O deputado inicia o vídeo reclamando que o “politicamente correto é usado como um freio para o livre pensamento, que na verdade é censura”. Lembrou ainda que, alguns anos atrás, participou do Programa do Ratinho no SBT e, na ocasião, abordou a questão da “ditadura gay”. “Ninguém deu atenção e agora você [Ratinho] está sendo vítima isso”, ressaltou o deputado.

Para Feliciano, o apresentador não usou “nenhuma palavra ofensiva ou deselegante sobre a crescente participação de gays na programação da rede Globo”. Além disso, ele ainda insinuou estranheza por conta da rápida ação da Defensoria Pública.

Bom, se você tiver estômago, o vídeo está logo abaixo:

11 jan 2018


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Ministério Público contesta 2.636 registros de candidaturas

Ministério Público contesta 2.636 registros de candidaturas

em Política

278 são decorrentes de condenações por órgão colegiado do Poder judiciário e 174 de rejeições de contas públicas por tribunais de contas

GPS acompanhará todos os candidatos presidenciais, diz Jungmann

GPS acompanhará todos os candidatos presidenciais, diz Jungmann

em Política

Ministro da Segurança Pública disse que sistema vai permitir deslocamento mais ágil da polícia em caso de conflitos

Luiz Marinho pede 'Lula Livre' e ouve gritos de 'Bolsonaro'

Luiz Marinho pede 'Lula Livre' e ouve gritos de 'Bolsonaro'

em Política

Candidato petista ao governo estadual fez caminhada no centro de São Paulo

Procuradoria Eleitoral pede impugnação de 2,6 mil candidaturas

Procuradoria Eleitoral pede impugnação de 2,6 mil candidaturas

em Política

Segundo a Procuradoria, o número equivale a 9,1% dos 28.949 pedidos registrados para os cargos majoritários e proporcionais

Anuncie