Anuncie

Mesmo preso, Cabral financiou dossiês contra juiz da Lava Jato, diz PF


O ex-governador do Rio Sérgio Cabral estaria pagando pela montagem de dossiês contra o juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela primeira instância da Operação Lava Jato no Rio. A informação aparece em investigação sigilosa da Polícia Federal, obitda pelo G1.

Segundo a reportagem, o peemedebista atuava mesmo preso na Cadeia José Frederico Marques, em Benfica, no Rio. Além do magistrado, outros membras da força-tarefa teriam as vidas investigadas. Agentes da própria corporação teriam feito as buscas.

De acordo com o documento, em 26 de setembro , seis dias depois do ex-governador receber a sentença na Operação Calicute, foram feitos oito acessos pra pesquisar registros de ocorrência sobre o juiz Marcelo Bretas e a mulher dele, que também é juíza.

Em nota, a defesa de Sérgio Cabral negou o dossiê. "É uma mentira, antes de uma maldade sádica, com claro propósito de criar intriga entre o ex-governador e o magistrado, certamente como forma de incitá-lo a determinar nova transferência para um presídio federal", diz o comunicado.

08 nov 2017


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

em Política

Um grupo de fiéis aliados egressos das Forças Armadas, liderado por três generais do Exército, vem ampliando seu espaço de influência na campanha de Jair Bolsonaro

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

em Política

Pelo menos 13 deputados federais e 10 senadores não conseguiram um novo mandato nas eleições e agora terão seus casos enviados para a primeira instância

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

em Política

Candidatos que aparecem em foto que viralizou na rede podem ser denunciados pelo Ministério Público

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

em Política

São recursos públicos que bancam a maior parte das campanhas

Anuncie