Anuncie

Metrô funcionará das 7h às 19h no feriado desta quarta (15/11)


Mesmo com a paralisação dos metroviários iniciada na última quinta-feira (9/11), o Metrô-DF vai funcionar durante a maior parte do dia nesta quarta (15/11), feriado de Proclamação da República. Segundo a empresa responsável pela operação, os trens funcionarão das 7h às 19h, sem interrupção.

A notícia é um alívio para usuários da modalidade, já que, por conta da paralisação dos servidores, o metrô só tem circulado nos horários de pico, das 6h às 10h e das 16h30 às 20h30. No último domingo (12), devido ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os trens funcionaram entre as 8h30 e as 19h.

 

Enquanto isso, os metroviários permanecem em greve por tempo indeterminado. Após assembleia na noite de segunda-feira (13), a categoria decidiu manter os braços cruzados, já que o Governo do DF não ofereceu proposta aos servidores. Eles reivindicam recomposição salarial no valor da inflação e a nomeação de mais de 600 aprovados em concurso.

Para suspender a greve, o Metrô-DF entrou com uma ação de dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10). Um dia antes da paralisação, a Corte determinou o funcionamento de 90% da frota. A categoria, no entanto, age para derrubar a liminar.

Nesta terça (14), os metroviários devem realizar uma nova assembleia para articular ações futuras.

14 nov 2017


Por Redação

Artigos Recentes

Parar de fumar pode render R$ 1 milhão em 30 anos

Parar de fumar pode render R$ 1 milhão em 30 anos

em Economia

A conta é simples, se um maço custa em torno de R$ 8, um fumante que consome um maço de cigarro por dia gastará a mais, por mês, R$ 240

Lula vai ser preso após decisão do julgamento no dia 24?

Lula vai ser preso após decisão do julgamento no dia 24?

em Política

Ex-presidente aguarda decisão do dia 24 para decidir seu futuro político.

Marun diz que os votos para a reforma da Previdência 'estão vindo'

Marun diz que os votos para a reforma da Previdência 'estão vindo'

em Economia

O ministro da Secretaria de Governo afirmou nesta segunda-feira (15) que acredita que a situação está "mais favorável" agora do que no fim de dezembro antes do recesso Comentários do Facebook

Governo recorre ao STF contra decisão sobre privatização da Eletrobras

Governo recorre ao STF contra decisão sobre privatização da Eletrobras

em Economia

Justiça Federal em Pernambuco suspendeu o trecho de uma medida provisória (MP) que autorizou a União a seguir com o processo

Anuncie