Anuncie

Moraes nega pedido de Cunha para agilizar julgamento de habeas corpus


O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou pedido dos advogados do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para acelerar julgamento de dois pedidos de habeas corpus. A defesa do peemedebista pedia que ministro Edson Fachin, relator dos processos da Lava-Jato, levasse dois recursos apresentados anteriormente, mas ainda não analisados, para julgamento na Segunda Turma do STF. As informações são do jornal O Globo.

O julgamento dos pedidos de liberdade de Cunha estava marcado para 24 de outubro, mas acabou sendo reagendado por Fachin para 28 de novembro, já epois do novo recurso do ex-deputado, negado agora por Moares.

No pedido, os advogados de Cunha afirmam que o ex-parlamentar é um "preso político", que continua detido por "malabarismos" jurídicos. "Em verdade, os sucessivos adiamentos, com a consequente movimentação incomum no TRF4, e as manobras utilizadas pelo eminente ministro Edson Fachin corroboram a ideia de que o ora paciente (Cunha) é um preso político e não mais se encontra preso por hipotéticos e fantasiosos argumentos jurídicos, mas, sim, por meio de malabarismos que tentam inviabilizar a escorreita prestação jurisdicional por esta colenda Suprema Corte", argumentaram os advogados Délio Lins e Silva, Délio Lins e Silva Júnior e Larissa Lopes Bezerra.

11 nov 2017


Por Redação

Artigos Recentes

Claudia Rodrigues tem infecção no olho e corre risco de ficar cega

Claudia Rodrigues tem infecção no olho e corre risco de ficar cega

em Fama

Ela, que sofre de esclerose múltipla, está internada no hospital Albert Einsten, em São Paulo

Lula: 'Quero disputar com alguém com logotipo da Globo na testa'

Lula: 'Quero disputar com alguém com logotipo da Globo na testa'

em Política

Indireta mirou o apresentador Luciano Huck, ventilado como presidenciável para 2018

Procon fará atendimento para Black Friday a partir desta quinta

Procon fará atendimento para Black Friday a partir desta quinta

em Economia

A instituição também está fazendo monitoramento de preços de uma amostra de produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos para orientar o consumidor se as ofertas têm realmente o desconto anunciado

Anuncie