Anuncie

Moro condena lobistas ligados ao PMDB na Lava Jato


O lobista Jorge Luz e o filho Bruno Luz que, segundo as invetigações da Lava Jato, são ligados ao PMDB, foram condenados pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela força-tarefa em primeira instância.

O primeiro a 13 anos e oito meses de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, e o segundo a seis anos e oito meses de detenção, por lavagem de dinheiro, conforme sentença publicada nesta sexta-feira (20), pela Justiça Federal.

Segundo as apurações, ambos atuavam em prol do partido, nos esquemas de propina envolvendo contratos do Grupo Schahin com a Petrobras para o navio-sonda Vitória 10.000.

Conforme o portal G1, a denúncia foi aceita pelo juiz em abril deste ano e tem como base as investigações que geraram a 38ª fase da operação, batizada de Blackout. Jorge Luz e Bruno Luz foram presos nos Estados Unidos.

20 out 2017


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

em Política

Um grupo de fiéis aliados egressos das Forças Armadas, liderado por três generais do Exército, vem ampliando seu espaço de influência na campanha de Jair Bolsonaro

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

em Política

Pelo menos 13 deputados federais e 10 senadores não conseguiram um novo mandato nas eleições e agora terão seus casos enviados para a primeira instância

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

em Política

Candidatos que aparecem em foto que viralizou na rede podem ser denunciados pelo Ministério Público

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

em Política

São recursos públicos que bancam a maior parte das campanhas

Anuncie