Anuncie

Pastores e distritais se unem contra derrubada de igrejas


A recente derrubada, pela Agefis, de uma igreja da Assembleia de Deus do Ministério de Madureira na Vila Planalto foi tema de reunião dos deputados distritais com pastores e representantes de várias denominações evangélicas nesta quarta-feira (11), no plenário da Câmara Legislativa. O presidente da Casa, deputado Joe Valle (PDT), abriu a sessão ordinária que, em seguida, foi suspensa, para a realização do evento, no qual duras críticas foram feitas ao GDF e à Agefis.

A deputada Celina Leão (PPS), que há uma semana denunciou em plenário a derrubada do templo religioso, lembrou o acordo que o governador Rodrigo Rollemberg havia feito com os evangélicos, à época das eleições, "no qual, a única responsabilidade do GDF era tratar o segmento com respeito". A parlamentar deu um recado: "Quem não respeitar os evangélicos nesta cidade estará fadado a perder as eleições". Ela levou um vídeo, exibido durante o encontro, no qual o governador promete a regularização dos terrenos das igrejas. E, no caso em questão, protestou Celina, "não houve sequer uma notificação".

O pastor Daniel de Castro, presidente regional do PSC, entregou a Joe Valle uma carta do líder da Assembleia de Deus Madureira, pastor Manoel Ferreira. No texto é lembrado que o pastor da igreja derrubada reside na Vila Planalto há 49 anos e que o templo foi reinaugurado há um ano e meio. O argumento da Agefis para derrubar a construção foi justamente o fato de ser recente. O religioso classificou a presidente da Agefis, Bruna Pinheiro, de "justiceira".

Posição política – O presidente da Frente Parlamentar Evangélica da CLDF, deputado Rodrigo Delmasso (Podemos), propôs uma moção de repúdio à presidente da Agefis, afirmando que a proposição, a ser votada pelos distritais, teria o apoio da comunidade evangélica do Distrito Federal, "que soma 30% da população". Por sua vez, o deputado Wasny de Roure (PT) ponderou que a derrubada não é uma postura unilateral da agência fiscalizadora: "É uma posição política do governo".

O deputado Julio Cesar (PRB) qualificou a derrubada como uma "barbaridade" e sugeriu um projeto de lei que estenda, até 2014, o período para que as igrejas até então instaladas venham a ser regularizadas. O deputado petista Chico Vigilante também se solidarizou com a Assembleia de Deus e os demais evangélicos e lembrou que, nos governos do seu partido, "havia um setor, dentro do Palácio do Buriti, para cuidar do segmento".

Para o pastor Gilson Ferreira, da Assembleia de Deus de Taguatinga, "é necessário deixar claro que o melhor para o governo é estar alinhado com as igrejas". A Assembleia de Deus Madureira também recebeu apoio do pastor Fadi Faraj, do Ministério da Fé. O deputado Ricardo Vale (PT) destacou o papel das igrejas na formação espiritual e social. Enquanto do deputado Lira (PHS) evidenciou que "a igreja são os seus membros, os imóveis são apenas a estrutura".

Raimundo Ribeiro (PPS) citou a Constituição Federal e declarou que o Estado é laico, mas, como está escrito na Carta Magna, "Deus é quem protege". Ao final do evento, o deputado Joe Valle cobrou "respeito às instituições" e lembrou que o seu partido – o PDT – "desembarcou do governo devido à falta de diálogo". Após a reunião com os evangélicos, que durou cerca de duas horas, a sessão ordinária foi reaberta e encerrada, a seguir, por falta de quórum para a continuação dos trabalhos.

Com Informações: Câmara Legislativa 

12 out 2017


Por Redação

Artigos Recentes

Operação investiga pagamento de R$ 160 milhões em propina pela JBS

Operação investiga pagamento de R$ 160 milhões em propina pela JBS

em Política

Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, em São Paulo, Caraguatatuba, Campos do Jordão, Cotia e Lins, durante mais um desdobramento da Lava Jato

Explosão é registrada no centro de Nova York

Explosão é registrada no centro de Nova York

em Mundo

As informações preliminares são de que a explosão ocorreu na estação de metrô da Port Authority

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor

em Fama

Ainda não há informações sobre onde será o velório

Enquanto isso…Jovem conta moedas para pagar curso profissionalizante

Enquanto isso…Jovem conta moedas para pagar curso profissionalizante

em Cidades

Guilherme Walker, 22 anos, quita mensalidades de curso em escola de efeitos visuais com moedas e notas de dois reais

Anuncie