Anuncie

Príncipe gay indiano abre seu palácio para acolher pessoas LGBTs


O príncipe indiano, Manvendra Singh Gohil, decidiu abrir seu palácio de 15 andares para pessoas LGBT vulneráveis. Além disso, o monarca afirmou que está construindo mais edifícios para os visitantes da casa.

Manvendra, que é o filho e provável herdeiro do Maharaja de Rajpipla, em Gujarat, no Oeste da Índia, foi hostilizado por sua família depois de se assumir publicamente em 2006. No mesmo ano, ele decidiu iniciar uma organização baseada na comunidade para apoiar os homens gays e educar as pessoas sobre a prevenção do HIV e da Aids.

Na Índia, a homossexualidade continua a ser um grande tabu e chega a ser punível com a lei no país. A polêmica seção 377 do código penal do país proíbe a atividade sexual que é “contra a ordem da natureza”.

Segundo o International Business Times, o príncipe afirmou que está empenhado em capacitar as pessoas com o sistema de segurança social que precisam para garantir que não ficassem com nada se suas famílias as rejeitarem depois que se assumissem.

“Se eu pudesse passar por esses problemas, qualquer outra pessoa gay poderia enfrentar uma situação semelhante”, afirmou ele.

“Na Índia, temos um sistema familiar e estamos mentalmente condicionados a estar com nossos pais. No momento em que você tenta a aceitação, você será informado de que será expulso e a sociedade vai te boicotar. Você se torna um marginado social. Muitas pessoas são financeiramente dependentes de seus pais. Eu quero dar às pessoas o empoderamento social e financeiro”, concluiu o príncipe.

A instituição de Manvendra fornece aconselhamento, serviços clínicos e grupos de apoio a milhares de homens gays. Muitos deles, por conta da rigidez da leis indianas contra os gays, acabaram cedendo e se casando com mulheres, apesar da sexualidade.

10 jan 2018


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Polícia Federal deflagra 52ª fase da Lava Jato no Paraná

Polícia Federal deflagra 52ª fase da Lava Jato no Paraná

em Lava Jato

Investigações avançam para a apuração de crimes contra subsidiárias da Petrobras

Tite diz que Neymar não jogará no 'sacrifício' contra Costa Rica

Tite diz que Neymar não jogará no 'sacrifício' contra Costa Rica

em Esporte

Neymar ficou de fora dos dois primeiros treinos da semana por causa de dores no tornozelo direito

STJ pode mandar 197 processos sobre autoridades a instâncias inferiores

STJ pode mandar 197 processos sobre autoridades a instâncias inferiores

em Política

Corte decide na próximas semana se adota entendimento do STF de restringir o foro privilegiado para deputados e senadores

Daniel Alves está fora da Copa do Mundo

Daniel Alves está fora da Copa do Mundo

em Esporte

A comissão técnica da CBF avaliou o jogador e concluiu que ele não terá condições de disputar o Mundial da Rússia

Anuncie