Anuncie

Procuradoria desarquiva investigação sobre Lula por ‘sobra’ do Mensalão


O Ministério Público desarquivou uma investigação que apura suposto envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no esquema do mensalão. As informações foram reveladas pelo site do jornal O Globo e confirmadas pelo Estado. A investigação teve início na Procuradoria da República do Distrito Federal, com base na acusação feita pelo empresário Marcos Valério de que Lula negociou com a Portugal Telecom o repasse de recursos para o PT.

De acordo com Valério, Lula combinou com Miguel Horta, então presidente da Portugal Telecom, a transferência de R$ 7 milhões para o PT. O dinheiro, segundo o depoimento, teria chegado ao Brasil por contas de publicitários que prestaram serviço para campanhas petistas.

O depoimento foi prestado por Marcos Valério em 2012 como uma tentativa de fechar acordo de delação premiada, após a condenação no mensalão.

Por pedido da própria Procuradoria da República, no entanto, o caso foi arquivado em 2015. O procurador Frederico Paiva apontou, na época, que não era possível comprovar o caminho do dinheiro, com base em relato feito pela Polícia Federal nesse sentindo.

A Justiça Federal em Brasília discordou do pedido de arquivamento e o caso foi remetido à Câmara de Combate à Corrupção da Procuradoria-Geral da República, para arbitragem. O órgão concordou em remeter de volta à PR-DF o caso para reabrir as investigações. No início de agosto, o procurador Ivan Marx encaminhou o caso para a PF dar prosseguimento novamente às investigações.

Segundo Marcos Valério afirmou no depoimento, Lula e Palocci reuniram-se com Miguel Horta – então presidente da Portugal Telecom – no Palácio do Planalto e combinaram que uma fornecedora da operadora em Macau, na China, transferiria R$ 7 milhões para o PT.

O dinheiro, conforme Valério, entrou pelas contas de publicitários que prestaram serviços para campanhas petistas. Na época, Palocci era ministro da Fazenda de Lula. O ex-ministro negou as acusações.

As negociações com a Portugal Telecom estariam por trás da viagem feita em 2005 a Portugal por Valério, seu ex-advogado Rogério Tolentino, e o ex-secretário do PTB Emerson Palmieri.

De acordo com o presidente do PTB, Roberto Jefferson, que denunciou o esquema do Mensalão, José Dirceu havia incumbido Marcos Valério de ir a Portugal para negociar a doação de recursos da Portugal Telecom para o PT e o PTB.

COM A PALAVRA, O ADVOGADO CRISTIANO ZANIN MARTINS, QUE DEFENDE LULA

“E arbitrária a decisão do Ministério Público de manter aberta essa investigação contra Lula contrariando manifestação de um dos seus membros que pediu o arquivamento em razão da ausência de provas.”

11 ago 2017


Por Redação

Artigos Recentes

DF tem 10 mil pacientes na fila para exame de ressonância magnética

DF tem 10 mil pacientes na fila para exame de ressonância magnética

em Brasília

MPDFT deu prazo de 60 dias para Secretaria de Saúde instalar pelo menos três equipamentos nas unidades da rede pública

PT não tem plano B à candidatura de Lula para 2018, diz senador

PT não tem plano B à candidatura de Lula para 2018, diz senador

em Política

Lindbergh Farias (PT-RJ) diz que partido está convencido de que ex-presidente pode chegar até o fim da campanha

Após retomar mandato, Aécio liga para Temer e agradece apoio

Após retomar mandato, Aécio liga para Temer e agradece apoio

em Política

Presidente "entrou em campo" para garantir, entre outras coisas, que o PMDB votasse a favor do tucano no Senado

Fila do Bolsa Família é zerada pela quinta vez em 2017

Fila do Bolsa Família é zerada pela quinta vez em 2017

em Brasil

Em outubro, mais de R$ 2,4 bilhões serão repassados para 13,5 milhões de família. Pagamento começou nessa quarta-feira (18) e segue até o dia 31

Anuncie