Anuncie

Temer não terá alta hoje e posse de Marun é adiada, diz Planalto


O presidente Michel Temer só deve ter alta médica nesta sexta-feira (14), segundo informações da assessoria de imprensa do Palácio do Planalto. Com isso, a posse do novo ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, que estava prevista para hoje (14), será adiada.

Temer deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na última quarta-feira (13), para ser submetido a um procedimento de desobstrução da uretra. Segundo nota da Presidência, o procedimento foi realizado com sucesso e ele se recupera bem.

O presidente foi submetido a uma cirurgia na próstata, em outubro, após ter sido internado, na capital paulista, com quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna do órgão.

Antes, ainda em Brasília, o presidente passou por uma sondagem vesical, que consiste na introdução de um cateter por meio da uretra até a bexiga, com o objetivo de drenar a urina.

Já no fim de novembro, o mandatário passou por uma angioplastia em três artérias coronárias, que tinham cerca de 90% de obstrução, colocando dois "stents" nas artérias.

14 dez 2017


Por Redação
Anuncie

Artigos Recentes

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

Oficiais ganham força na campanha de Bolsonaro

em Política

Um grupo de fiéis aliados egressos das Forças Armadas, liderado por três generais do Exército, vem ampliando seu espaço de influência na campanha de Jair Bolsonaro

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

23 parlamentares envolvidos na Lava Jato que perderão foro privilegiado

em Política

Pelo menos 13 deputados federais e 10 senadores não conseguiram um novo mandato nas eleições e agora terão seus casos enviados para a primeira instância

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

Marielle: homem que quebrou placa já foi secretário de Direitos Humanos

em Política

Candidatos que aparecem em foto que viralizou na rede podem ser denunciados pelo Ministério Público

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

Candidatos já gastaram R$ 100 mi com militância e mobilização de rua

em Política

São recursos públicos que bancam a maior parte das campanhas

Anuncie