Anuncie

Voto branco x voto nulo: saiba a diferença e para 'onde vão'

Adicionar aos favoritos
02 outubro, 2018 Por Redação

Apesar de o voto no Brasil ser obrigatório, o eleitor, de acordo com a legislação vigente, é livre para escolher o seu candidato ou não escolher candidato algum. Ou seja: o cidadão é obrigado a comparecer ao local de votação, ou a justificar sua ausência, mas pode optar por votar em branco ou anular o seu voto.

Mas qual é a diferença entre o voto em branco e o voto nulo?

Voto em branco

De acordo com o Glossário Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o voto em branco é aquele em que o eleitor não manifesta preferência por nenhum dos candidatos. Antes do aparecimento da urna eletrônica, para votar em branco bastava não assinalar a cédula de votação, deixando-a em branco. Hoje em dia, para votar em branco é necessário que o eleitor pressione a tecla “branco” na urna e, em seguida, a tecla “confirma”.

Voto nulo

O TSE considera como voto nulo aquele em que o eleitor manifesta sua vontade de anular o voto. Para votar nulo, o eleitor precisa digitar um número de candidato inexistente, como por exemplo, “00”, e depois a tecla “confirma”.

Antigamente como o voto branco era considerado válido (isto é, era contabilizado e dado para o candidato vencedor), ele era tido como um voto de conformismo, na qual o eleitor se mostrava satisfeito com o candidato que vencesse as eleições, enquanto que o voto nulo (considerado inválido pela Justiça Eleitoral) era tido como um voto de protesto contra os candidatos ou contra a classe política em geral.

Votos válidos

Atualmente, vigora no pleito eleitoral o princípio da maioria absoluta de votos válidos, conforme a Constituição Federal e a Lei das Eleições. Este princípio considera apenas os votos válidos, que são os votos nominais e os de legenda, para os cálculos eleitorais, desconsiderando os votos em branco e os nulos.

A contagem dos votos de uma eleição está prevista na Constituição Federal de 1988 que diz: "é eleito o candidato que obtiver a maioria dos votos válidos, excluídos os brancos e os nulos".

Ou seja, os votos em branco e os nulos simplesmente não são contados. Por isso, apesar do mito, mesmo quando mais da metade dos votos forem nulos, não é possível cancelar uma eleição.

Como é possível notar, os votos nulos e brancos acabam constituindo apenas um direito de manifestação de descontentamento do eleitor, não tendo qualquer outra serventia para o pleito eleitoral, do ponto de vista das eleições majoritárias (eleições para presidente, governador e senador), em que o eleito é o candidato que obtiver a maioria simples (o maior número dos votos apurados) ou absoluta dos votos (mais da metade dos votos apurados, excluídos os votos em branco e os nulos).

Por outro lado, os votos em branco ou nulos impactam na diminuição da quantidade de votos válidos. A conta não é complicada de fazer: quanto mais votos nulos ou brancos, menos votos válidos um candidato precisará receber para ser eleito.

Escrito por

Redação


Anuncie

Artigos Recentes

Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo

Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo

em Brasil

O acidente ocorreu na manhã desta segunda-feira (11)

fevereiro 11, 2019 Por Kennedy Medeiros

Documentário inédito sobre Mariana chega aos cinemas neste ano

Documentário inédito sobre Mariana chega aos cinemas neste ano

em Cultura

Além de destruir grande parte do bairro de Bento Rodrigues, matando 19 pessoas, o vazamento de rejeitos poluiu o rio Doce até o litoral do Espírito Santo

fevereiro 11, 2019 Por Kennedy Medeiros

Bolsonaro sobre Boechat: 'Que Deus console a todos'

Bolsonaro sobre Boechat: 'Que Deus console a todos'

em Política

Ricardo Boechat morreu em um acidente de helicóptero na manhã desta segunda-feira

fevereiro 11, 2019 Por Kennedy Medeiros

Bolsonaro concede indulto a presos com doenças graves

Bolsonaro concede indulto a presos com doenças graves

em Política

Decreto foi publicado nesta segunda-feira (11) no Diário Oficial da União

fevereiro 11, 2019 Por Kennedy Medeiros

Anuncie